Nem sei mais como começar a escrever esses meus devaneios…

Tanta coisa aconteceu nesses últimos dias, que se já era perdida, agora me encontro como Alice caindo eternamente pela toca do coelho; sem saber onde vou parar.

Fiquei doente. Veio exames infinitos e a dúvida massacrante do que seria. Veio receitas mirabolantes. Crises de ansiedade. Remédios. A melhora.

Inventei de relançar Por mais um mergulho no azul, e foi uma loucura que valeu a pena, mas deu muito trabalho.

E quando pensava que vinha a paz do fim de ano, a Nono ficou doente, e o resto de espírito que tinha foi junto. Ela já esta melhor. Então eu estou melhor.

Minha psicóloga diz que procuro sempre o lado mais negativo de uma situação; errada ela não tá. E em uma dessas minhas paranoias, agora é a vez de uma verruga que cresceu um pouco, e logo já penso ser um tumor.

Escrevo essas palavras sem sentido; meio desabafo; na fila de espera para ser atendida, para enfim arrancar a bendita verruga.

Queria ter a tranquilidade de escrever, de ler, de assistir, de viver, sem ter essa coisa cutucando minhas costelas, dizendo: seja MAIS. Você precisa constantemente ser mais.

Eu queria só querer.

2 comentários em “Nem sei mais como começar a escrever esses meus devaneios…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s