Nem sei mais como começar a escrever esses meus devaneios…

Tanta coisa aconteceu nesses últimos dias, que se já era perdida, agora me encontro como Alice caindo eternamente pela toca do coelho; sem saber onde vou parar. Fiquei doente. Veio exames infinitos e a dúvida massacrante do que seria. Veio receitas mirabolantes. Crises de ansiedade. Remédios. A melhora. Inventei de relançar Por mais um mergulho … Continue lendo Nem sei mais como começar a escrever esses meus devaneios…

Contradição

Queria escrever sobre inverno, como esse começa trazendo meu nascimento, como outono acaba para dar lugar a ventos frios, a uma criança nascendo em uma tarde de sábado, em uma cidade pequena, apertada. Em meio a dias de santos, fogo alto, comida boa; não é de se admirar que a menina adore todos esses elementos, … Continue lendo Contradição

Há dois anos houve verdades absolutas, hoje resta só devaneios

Hoje faz dois anos que ingressei nesse mundo de blogs, que a ideia me veio e tirei do papel. Não iniciei com esse, o verdades absolutas veio antes, não durou muito tempo. Estava perdida no que pretendia, tentando achar um rumo. E foi aqui que encontrei. Nesses dois anos de vida de blog, mudei muito. … Continue lendo Há dois anos houve verdades absolutas, hoje resta só devaneios

Voltei!

Faltando trabalho, temporada de acerola acabou, chorando depois de assistir Summerland, um olho com delineador o outro sem, fiquei com preguiça de testar nos dois olhos…  Depois de quase perder esse blog; não conseguia acessar minha conta; volto. E preguiça chuvosa é a definição do meu dia.  Esse texto é só pra isso, dizer que … Continue lendo Voltei!

Só umas coisas soltas (tenho a impressão que já usei esse título)

Aviso: esse vai ser mais um texto onde escrevo e escrevo aleatoriedades sem sair do lugar. Esses restantes dias do ano estão sendo de reestruturação, tanto mental como física. Estou passando por coisas na minha vida que requerem mais minha atenção. Requer que pare e veja como vou lidar com isso, aceitar pois, não tem … Continue lendo Só umas coisas soltas (tenho a impressão que já usei esse título)