O valor de um nome

Sempre escutei aquele ditado sobre nunca perder o seu nome, pois no fim é o que lhe resta, apenas um nome. Meras palavras que lhe definem. Meras palavras lhe impostas, que nem ao menos foram um escolha nossa. E mesmo assim é o que resta. Um nome sujo na praça, e já era. Quando comecei… Continue lendo O valor de um nome

Trinta e dois

Tinha que escrever alguma coisa no primeiro dia vinte e dois do ano. É como soprar os dados pra dar sorte. Uma prece para um ano melhor. E, ainda que não tenha muito tempo para escrever hoje, não estava nos meus planos, me faço sentar e contemplar essa palavras. Como de habitual, não costumo seguir… Continue lendo Trinta e dois

Por favor, só mais uma dose

Eu sinto através da escrita,É por ela que me exprimo É por ela que transpiroMe deixo levar. Sentidos antes nunca sentidosMe invadem Me deixam sem ar; quão clichê me faço, deixa pra lá.Só quero escrever Pra poder enfim sentir,Tem sido tão difícil esses dias; Sentir.Nas palavras disparo essas sensações Tão intensas me parecem. Mas, quando acabaE do lápis me desfaçoSentir não sinto… Continue lendo Por favor, só mais uma dose

Pega café que lá vem lista: Leituras favoritas de 2019

Sou uma pessoa do dedo no like, daquelas que se deixar vai favoritando tudo pela frente. É que, pensa só, todo o esforço que a pessoa teve para fazer aquilo; a alma dela tá ali. Por isso, odeio quanto me pego lendo algo que sei que poderia ter sido melhor se tivesse tido maior dedicação… Continue lendo Pega café que lá vem lista: Leituras favoritas de 2019

Sobre inícios

me propus que hoje vou começar melhorlevantar cedo quem sabedeixar a autossabotagem de lado;os pensamentos evasivos que me tiram de mim.vou acordar pra vida como me mandam. vou iniciar a buscar pela felicidadepelo sucesso por meus sonhos; aqueles que me convêm. vou começar melhor.vou simplesmente começar.

Palpável ilusão

Eu já não sei o que é real Não o real, realNão vejo vultos Ou contesto o materialFalo da verdade Da pura e simples verdadeTalvez seja isso, Não exista essa tal simples verdadeEla é devastadora,A verdade,Complexa InalcançávelEntão, Como conhecê-la?Como não questioná-la?Como não duvidar?Como Não DuViDar!Vejo as notíciasVejo as pessoas Vejo as falasVejo a ânsiaOuço o sussurro gritante da sociedadeDessa comunidadeFaço parte disso, Mesmo que não… Continue lendo Palpável ilusão

Refletindo aqui comigo

Acho que nunca aprendi tanto quanto esse ano, através da escrita, da leitura, de parar e refletir; sozinha, aqui dentro, reaprendendo seguir minhas próprias ideias, encontrar minha voz. Isso tudo em retrospectiva faz uma grande diferença. Repensei minhas escolhas, minhas atitudes, a vida ao meu redor, a sociedade. Me dei conta que a política afinal… Continue lendo Refletindo aqui comigo

Manhã de Natal

Não me encontro no melhor clima de NatalHouve outros em que vi a neve cairPapai Noel descer a chaminé Seu trenó cruzar o céu O menino no presépio surgir.Se visse um mar sem óleoUm grama de sensatez Respeito CompaixãoEmpatiaUm mínimo de lucidez.Era o que desejaria Aparecer debaixo de minha árvore Não apenas por uma manhã.Talvez dessa forma Os sinos voltaria a escutar O… Continue lendo Manhã de Natal

Pega café que lá vem lista: Filmes natalinos da minha infância

Ainda em clima de Natal, listei os filmes deste gênero que mais marcaram minha infância. Entre esses, muitos não saiam da Sessão da Tarde, ano após ano lá estavam eles marcando presença. Com esse climinha nostálgico vamos a lista 5. Esqueceram de Mim 2 - Perdido em Nova York É certo como 2+2 são 4… Continue lendo Pega café que lá vem lista: Filmes natalinos da minha infância

Pega café que lá vem lista: Livros lidos para presentear

Participando do amigo secreto da família juguei ter saído com alguém fácil, minha mãe, não poderia está mais enganada. É bem difícil escolher presente para mãe, nada parece bom, e aconteceu de tudo que ia comprar, que sabia que ela queria, ela comprava antes. A lista de opções foi só diminuindo. E uma tia ainda… Continue lendo Pega café que lá vem lista: Livros lidos para presentear

Vinte e oito

Enfim vou escrever alguma coisa de Natal! (All I Want For Christmas Is You - Mariah Carey) Bem natalina, com a musiquinha I wish a Merry Christmas ressoando na minha mente, tomando meu café, estava me lembrando do dia em que descobri que Papai Noel não existe; o que? Você não sabia! Me desculpe se… Continue lendo Vinte e oito

Incandescente

Se levantou da cama e caminhou, em um, dois, três passos meio grogue. Encarou pela janela do quarto o mundo lá fora. Um mundo tão grande de tanta desilusão, dor e sofrimento. Mas, havia também o amor. O amor... Sentiu as entranhas resmungarem, o que estaria por vir?  Não ansiava coisa alguma, nem o bom,… Continue lendo Incandescente

Segregar para unir

“Bilhetinho é coisa de menina, homem que é homem fala na cara” Adivinhem, pelo menos tentem, saber a origem desta fala, seu contexto, o lugar, o motivo. Vinda, do mesmo lugar onde se tem fila para menino e para menina na hora do hino. De onde, atividade para o Jardim I tem princesa e tem… Continue lendo Segregar para unir

Vinte e sete

Queria escrever hoje. É dia treze. 13. Em uma sexta-feira. Uma sexta-feira treze de Dezembro. Apenas para mim isso soa errado e engraçado ao mesmo tempo? Não engraçado. Não é essa a palavra certa que quero usar; elas estão fugindo de mim, as palavras. Nem errado soa certo.  É que é Dezembro, o mesmo dezembro… Continue lendo Vinte e sete

Pega café que lá vem lista

Com o olhar distante, pensando em nada, às vezes listo coisas aleatórias apenas para distrair minha mente. Esses momentos ocorrem, em maioria, sempre que estou tomando minha primeira xícara de café. A primeira é sempre especial. Me sirvo, sento na cadeira de fio, e degusto o líquido. Viajo em minhas divagações, essa, é a hora… Continue lendo Pega café que lá vem lista

Acho que escrevo só coisas tristes

Halloween me trouxe muita inspiração, bastante melancolia é o que quero dizer. A dor, o medo, toda a escuridão. E chegado Dezembro, mês natalino, pensei, por que não um mês todo dedicado a este como foi em Outubro? Mas Natal é felicidade pura, esperança. Será que dentro de mim tem espaço para essas coisas me… Continue lendo Acho que escrevo só coisas tristes