Noite de lua cheia, dança na clareira

“Já ouvi dizer que meninas não sabem guardar segredos …”

E é com esse trecho que Juliet Marillier inicia nosso passeio pela A dança da floresta.

A primeira vez que li esse livro foi por indicação da Beatriz Paludetto, na sua versão antiga e de forma, digamos, não tão ‘legal’. Depois disso procurei alucinadamente pelo livro físico, que esgotado não se achava nem no sebo. Mas nunca desisti, precisava ter um pedaço da clareira para mim.

Então imagina o meu êxtase quando a Editora Wish revelou que iria lançá-lo! Não sei nem como explicar minha euforia. Em uma versão ilustrada de capa dura com card autografado, tudo perfeito. 

A leitura de A dança da floresta foi apaixonante, tanto na primeira quanto na segunda vez. É um livro que levo no meu coração, onde senti magia e quis trazer isso para minha vida, repassar na minha escrita. Onde a irmandade, o amor e o crescimento ali presente levo comigo.

Envolta em magia, só resta me imaginar dançando na clareira em noite de lua cheia.

“Comigo era diferente. Apesar do medo, a magia me atraia; eu atravessava o portal porque me parecia ser necessário fazê-lo (…) a única certeza era que o poder da floresta era imprevisível.”

4 comentários em “Noite de lua cheia, dança na clareira

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s