Quarenta e sete

Gostaria de estar em casa debaixo das cobertas com a Nono ronronando ao meu ouvido. A chuva continua a cair, e eu aqui. E eu aqui. 

Hoje é um daqueles dias de ansiedade, segunda-feira, ontem sem tomar remédio, até me acostumar novamente, até os dias ruins passarem e os bons virem. Até… até… 

Como pode a química do seu cérebro te bagunçar tanto? Como pode algo tão espetacular, uma entranha estranha, misteriosa. Esse cheio de meios, cheio de rodeios, cheio. Era de se esperar dar defeitos. É demais até pra ele. É demais até pra mim. É demais.

Tudo é demais, virá redemoinho, ventania. Passa passageiro deixando rastro de dias. E eu aqui. Continuo aqui. Até quando? Até?

2 comentários em “Quarenta e sete

  1. Oi Amanda, tudo bem?
    Por desorganização da minha agenda eu acabei faltando ao retorno no neurologista e fiquei sem meus remédios por 1 semana. Foi horrível. Entendo super sua angústia. Mas vai passar e você vai ficar bem! ♥ Melhoras, viu?
    Beijos,

    Priih
    Infinitas Vidas

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Priih, já estou melhor e vc?
      É terrível parar de repente a medicação, sou muito esquecida e vira e mexe fico sem tomar. Um dia ja é horrível, não gosto nem de imaginar uma semana.
      Obrigada pelas palavras, espero que você também esteja bem.
      Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s