Quarenta e seis

É o primeiro post de pensamentos que escrevo esse ano, e percebo que faz um bom tempo que não venho aqui. Pensamentos perturbados demais para se pôr para fora. Preferia não enfrentá-los, não expô-los. Já tem desgraça no mundo demais, um tanto a mais pra quê?

Estou pensando em voltar com meu antigo diário, parece uma boa ferramenta no momento. Quem sabe anos depois olhar para trás e ver tudo isso que vivemos, com alívio saber que sobrevivi, ou mesmo com o pensamento amargo e triste lembrando de tudo que se sucedeu.

Era para a vacina vir no fim de Janeiro disseram, era…

Era para ser uma fase, vir o novo normal, era…

Dizem ser agora uma segunda onda, engraçado, nunca nem deixamos a primeira

E o circo continua, carrosséis girando, o palhaço no comando, o público cansado de assistir tal espetáculo; que ingresso que saiu caro! A salva de palmas vira um panelaço, não ouvido realmente por ninguém.

Até quando esse show vai continuar?

2 comentários em “Quarenta e seis

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s